Política

Brasil cadastrou neste ano 2 milhões de eleitores entre 16 e 18 anos, diz Fachin; alta é de 47,2%

O ministro Luiz Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), informou nesta quinta-feira (5) que, entre janeiro e abril deste ano, o país ganhou 2.042.817 novos eleitores na faixa etária de 16 a 18 anos.

Fachin deu a informação ao abrir a sessão do TSE. O número, segundo o presidente do tribunal, representa aumento de 47,2% em relação ao mesmo período em 2018 e aumento de 57,4% em relação aos quatro primeiros meses de 2014.

"No dia 2 de outubro, [esses jovens novos eleitores] poderão comparecer às urnas para exercer o nobre e digno direito do voto", declarou Fachin ao dizer que os números são "animadores".

 

Na avaliação do presidente do TSE, a juventude brasileira foi convocada a participar das eleições, e "a resposta foi impressionante". "Desta vez, o que vimos foi a sociedade brasileira mobilizada pela democracia. Dos 18 aos 80, ninguém disse 'não', ninguém abdicou", afirmou.

"A Justiça Eleitoral, senhoras e senhores, não medirá esforços para realizar eleições limpas, transparentes, com paz e segurança e diplomar os eleitos", afirmou Fachin.

 

Mobilização social

 


Na avaliação do presidente do TSE, a mobilização social para garantir a filiação de jovens neste ano "superou todos os recordes" da Justiça Brasileira em 90 anos.

 

"[Os números são] reflexo da mobilização encabeçada pelo TSE durante a semana do jovem eleitor, entre 14 e 18 de março e que teve adesão espontânea dos partidos, da sociedade civil e de toda a sociedade brasileira a este movimento. O engajamento da sociedade foi refletida em números", acrescentou o presidente do TSE.

 

Conforme Fachin, "a Justiça Eleitoral mostrou toda força que tem". Somente nos últimos 31 dias, afirmou, foram feitos 8,9 milhões de atendimentos presenciais ou de forma virtual

 

"É com orgulho e satisfação que anuncio o resultado parcial de todo esse esforço, que superou todos os recordes já registrados pela Justiça Eleitoral brasileira em 90 anos", declarou.

 

"Vimos, como há muito não se via, um país unido pelo bem, pela concórdia, pelo fortalecimento da democracia. Agradeço a cada um e a cada uma, influenciador ou não, famoso ou não, jovens de todas as idades que participaram e criaram conteúdos nas redes sociais para chamar a atenção de todos".


Fachin também conclamou os maiores de 70 anos a votar. "Não deixem de fazer valer a sua vontade pelo voto", disse. O ministro disse que a Justiça Eleitoral "não medirá esforços para realizar eleições limpas, transparentes, com paz e segurança".

 

Imprensa

 


Edson Fachin também ressaltou o papel da imprensa profissional na disseminação de informações.

 

"Destaco a importância da imprensa livre, respeitada, dos profissionais respeitados, não agredidos, da imprensa livre e do acesso à informação de do poder de exercer seu papel", declarou.
 


Comentários

Siga-nos

Leia as últimas notícias sobre qualquer uma dessas redes sociais!


Últimas Notícias