Política

Michelly afirma que prefeito trata vereadores como marionetes e cita interferência na eleição da Mesa

A vereadora Michelly Alencar (União) afirma que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) trata os parlamentares da Câmara de Cuiabá como marionetes e cita interferência nas articulações para a eleição da Mesa Diretora.


Para ela, o emedebista tem total interesse em garantir que a Presidência da Casa de Leis permaneça nas mãos da base governista, a fim de garantir o controle do Legislativo.



“Ele já tem interferido, tanto que já tornou isso público. Ele já deu entrevistas dizendo que está muito feliz com a candidatura do Chico 2000, e já mostrou que se preocupa com a Presidência, porque é importante pra ele ter presidindo nessa casa quem ele quer. É nítido que ele tem total influência, e nós temos que ser respeitados e não ser marionetes”, reclamou.



Por conta disso, ela afirma que se colocou à disposição do seu grupo para encabeçar a disputa rumo à presidência. “Então, o meu nome está colocado aí para representar aqueles que não concordam com a maneira que o prefeito enxerga essa Casa, como se nos fossemos marionetes do Executivo”, finalizou.



Michelly representa os vereadores da oposição, que tentam viabilizar uma chapa para a disputa ao lado do bloco independente, que tem o vereador Demilson Nogueira (PP) como postulante ao cargo de presidente. Somados, eles são 12 vereadores no total.



Por outro lado, o vereador Chico 2000 (PL) garantiu o aval do chefe do Executivo Municipal e deve representar a base governista, que possui 13 parlamentares atualmente, na eleição da Mesa que ocorre em 25 de agosto. No entanto, o liberal garantiu que já conseguiu cooptar mais dois votos, mas prefere não falar o nome. 

 


Comentários

Siga-nos

Leia as últimas notícias sobre qualquer uma dessas redes sociais!


Últimas Notícias