Política

MDB escolhe Mendes e libera filiados para o Senado; Bezerra apoia Geller

O deputado federal, e cacique do MDB de Mato Grosso, Carlos Bezerra (MDB-MT), garantiu que os filiados do partido ficarão “livres” para apoiar qualquer candidato a senador nas eleições de 2022. Pessoalmente, no entanto, Bezerra confirmou que fará campanha para o também deputado federal, e pré-candidato ao Senado, Neri Geller (PP-MT).

 

O MDB de Mato Grosso realizou sua convenção em Cuiabá na tarde desta quinta-feira (4). Em conversa com jornalistas, Carlos Bezerra informou que a sigla apoia “maciçamente” a reeleição do governador Mauro Mendes (União Brasil).

 

“Nós vamos, daqui a pouco, homologar agora a candidatura do Mauro Mendes para governador. E vamos liberar a questão do Senado. A questão do Senado será liberada”, revelou Bezerra.

 

Questionado sobre a opção do partido em não fechar apoio a nenhum candidato ao Senado, Carlos Bezerra respondeu que os membros do MDB não querem “coligar com ninguém”, nem “entrar nessa luta aí”. O cacique faz alusão a disputa entre Neri Geller e o senador Wellington Fagundes (PL-MT), que possui apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), que por sua vez, declarou que seu candidato ao Senado em Mato Grosso é justamente Fagundes – além de também apoiar Mauro Mendes.

 

Até poucas semanas, Geller e Fagundes travavam uma disputa pelo apoio tanto de Bolsonaro quanto de Mendes, porém, o deputado federal, colocado “de lado” por ambos os chefes dos poderes executivo, bateu o martelo com o ex-presidente Lula.

 

“Liberdade para que cada um faça o que bem entender, já que o partido não tem candidato ao Senado. Se o partido tivesse candidato ao Senado, sim, mas como não tem, cada um fica à vontade para apoiar quem quiser. Eu por exemplo vou apoiar o Neri Geller. Eu com um grupo de companheiros”, garantiu Bezerra.

 

Sobre o apoio do partido à reeleição de Mauro Mendes, o deputado federal do MDB admitiu que algumas lideranças podem não seguir a orientação majoritária da sigla. Mesmo não tendo citado nomes, a principal delas é o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), adversário político de Mendes.

 

“Aí nós não podemos fazer nada. Cada caso é um caso”. Bezerra ainda revelou que a chapa de candidaturas do MDB para deputado federal já está fechada, e que ainda há espaço para negociações de pré-candidatos a deputado estadual na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).


Comentários

Siga-nos

Leia as últimas notícias sobre qualquer uma dessas redes sociais!


Últimas Notícias